Pesquise neste blog.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Férias!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Vou ficar fora do ar até fevereiro. Estou de férias no Rio de Janeiro!!!! Sol, praia, água de coco, caipirinha,  peixinho frito... Ai,Ai!!!! Nos vemos em breve com notas fresquinhas.

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Cardiopatas e hipertensos devem evitar energéticos.

Duas latas de bebidas energéticas aumentam tanto a energia quanto a pressão arterial e a freqüência cardíaca, segundo apresentação de um estudo na Sessão Científica da American Heart Association.
O estudo, conduzido por pesquisadores da Wayne State University, mostrou que a freqüência cardíaca e a pressão arterial de adultos saudáveis que tomam duas latas de energético por dia aumentam após a ingestão.
Este aumento pode não ter perigo para pessoas saudáveis, mas tanto o aumento da pressão arterial, quanto o da frequência cardíaca podem ter repercussões clínicas em indivíduos com doenças cardíacas e naqueles que têm o hábito de usar bebidas energéticas com freqüência. Estes energéticos contêm altos níveis de cafeína e taurina. Ambos já demonstraram efeitos na função cardíaca e na pressão arterial. O consumo da bebida pode elevar a freqüência cardíaca de 5 a 7 batimentos por minuto e a pressão arterial sistólica em 10 mmHg. Como as atividades físicas também podem aumentar naturalmente a frequência cardíaca e a pressão arterial, e são consideradas benéficas à saúde, isto pode ser um bom argumento para aqueles que fabricam ou vendem tais bebidas. Os pesquisadores, no entanto, argumentam que energéticos podem trazer danos àqueles que desconhecem problemas de saúde prévios. Portanto, cuidado!!!!!

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Algarobeira, a planta mágica!

Outro dia estava em uma das minhas atividades infantis e no meio do evento ofereceram para as crianças galletitas de “chocolate”, alfajor, Browne... Deliciosos!! Ao conversar com a representante das iguarias, que eram do “El Almacén de los Chicos” , me surpreendi quando ela comentou que não havia nada de chocolate na composição e sim uma farinha especial, extremamente nutritiva chama “Farinha de algaroba”. Opa!!! Despertou a curiosidade e fui então saber mais sobre essa tal farinha e fiquei surpresa. Resolvi então dividir com vocês o que descobri.

A algarobeira é uma espécie vegetal arbórea da família Fabaceae (leguminosae). É conhecida também pelos nomes: algaroba, algarobeira, algarobo. Pouco exigente em água, cuja ocorrência, em sua forma natural, se dá em zonas tropicais áridas. Devido a essa característica e capacidade de se desenvolver bem em solos secos e de baixa fertilidade confere o grande potencial desta leguminosa como fonte geradora de alimentos para o homem. O uso das vagens da algaroba na alimentação humana data desde o descobrimento quando os espanhóis chegaram a América do sul, e encontraram os índios utilizando os frutos da algarobeira na alimentação, principalmente nas regiões semi-desérticas que se estendem do sul do equador ao centro do Chile e da Argentina.
Os frutos da algarobeira contém sacarose e outras substâncias que se transformadas em farinha pode ser utilizada na fabricação de bolos, Paes, biscoitos, geléias, mel, pudins, sopas etc, com alto teor nutritivo. Segundo estudos realizados verificou-se que 100g de vagens, proporcionavam 333 calorias, 13g de água, 16g de proteínas, 3,2g de gorduras, 65,8g de hidratos de carbono, 108g de fibra bruta, 3,3g de cinzas, 450mg de cálcio, 627mg de fósforo e 6,6mg de ferro, alem de 0,33mg de vitaminas B1 e 2,6mg de vitamina B6. Na indústria pode ser ainda ser aproveitada na produção de álcool, bebidas (aguardente, licor, vinho, mel, vinagre.). Da semente de algaroba também é extraída uma importante e valiosa matéria prima agroindustrial (goma LBG e Guar) um hidrocolóide usado amplamente na formulação de sorvetes, queijos, molhos, iogurtes, etc. Devido suas múltiplas aplicações e usos a algarobeira é reconhecida como "PLANTA MÁGICA”.

Depois de saber do potencial nutricional dessa farinha, corri atrás para comprar. Achei em uma lojinha tipo "Mundo verde" aí do Brasil e tenho feito guloseimas nutritivas divinas para as crianças. Recomendo...Vai uma receitinha:

Bolo de algaroba
Ingredientes: Três ovos, três colheres de sopa de margarina, duas xícaras de açúcar, uma xícara de leite integral, uma xícara de farinha integral de algaroba, duas xícaras de farinha de trigo com fermento, cravo, canela e erva-doce a gosto.
Modo de fazer: Bata tudo no liquidificador, começando pelos os ovos, margarina e o açúcar; em seguida, introduza o leite e as farinhas aos poucos, até formar uma mistura homogênea e cremosa. Adicione cravo, canela e erva-doce (triturados) a gosto, coloque em uma forma untada com margarina e trigo e deixe assar por 35 minutos.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Alimentação saudável durante a gravidez.

Seguindo o gancho do post anterior que falava sobre a importância do ganho de peso corporal adequado para a saúde da gravidez, segue algumas dicas para o planejamento alimentar da gestante.

A March of Dimes, uma Instituição com especialistas que orientam e auxiliam a gestante em todas as suas dúvidas, publicou conselhos nutricionais baseados em evidências científicas. Nesta publicação, a Instituição destaca a idéia de que a dieta saudável de uma grávida segue os mesmos princípios básicos da dieta de um adulto normal. Ela necessita de apenas mais 300 calorias por dia (o equivalente a um desjejum completo) para nutrir adequadamente o bebê que está se desenvolvendo. Então a alimentação diária deve conter:

Grãos integrais - arroz integral, pão integral, macarrão integral, granola ou aveia integral: 6 a 11 porções por dia.

Derivados do leite - leite desnatado, iogurte ou queijo: 3 a 4 porções por dia.

Proteínas – carne vermelha, frango, peixe, feijão, soja ou ovos: 3 porções por dia.

Vegetais - brócolis, cenoura, vagem, tomate, couve-flor ou beterraba: 3 a 5 porções por dia.

Frutas - laranja, banana, pêra, mamão, melão, melancia, uva, manga ou maçã: 2 a 4 porções por dia.

Exemplos do que é uma porção: uma fatia de pão, meia xícara de arroz ou macarrão, uma xícara de cereais, uma xícara de leite ou iogurte, dois cubos de 3 cm de queijo, 55g de carne cozida, frango ou peixe, meia xícara de feijão seco, meia xícara de vegetais cozidos ou picados, uma xícara de salada verde, ¾ de xícara de suco de vegetal; uma maçã, banana ou laranja, meia xícara de frutas picadas, ¾ de xícara de suco de fruta.

Alimentos que devem ser evitados durante a gravidez:

- Peixe cru e moluscos, possível fonte do parasita Toxoplasma que pode causar cegueira e dano cerebral fetal.

- Peixes predatórios grandes, como peixe-espada, tubarão, cavala e atum branco (fresco ou enlatado), que pode conter níveis arriscados de mercúrio. O Departamento de Alimentos e Drogas diz para limitar o atum (branco) para 200g por semana, mas é aceitável comer até 400g de atum light, camarão, salmão, badejo e bagre.

- Carne, frango e frutos do mar crus ou mal passados: o ideal é usar um termômetro de carne e cozinhar o porco e a carne moída a 160 graus; bife, vitela e carneiro a 145; frango inteiro a 180 graus e peito de frango a 170 graus.

- Leite não pasteurizado e queijos pastosos - feta, brie, Camembert, Roquefort, queijo branco e queijo fresco, a não ser que o rótulo diga "feito com leite pasteurizado". Eles podem estar contaminados com a bactéria9 Listeria, que pode provocar aborto, parto prematuro, bebê natimorto ou doença fatal ao recém-nascido.

- Salsichas e frios, a não ser que sejam cozidos antes da ingestão, pois podem ter sido contaminados por Listeria depois do processamento.

- Patês, pastinhas de carne e frutos do mar defumados (a não ser cozidos antes da ingestão). Versões enlatadas são seguras.

- Ovos mexidos moles e alimentos como molhos feitos de ovos crus ou pouco cozidos. Cozinhe os ovos até que a clara e a gema estejam firmes, para evitar contaminação por Salmonella.

- Chás de ervas e suplementos, pois sua segurança na gravidez não foi estudada. Alguns, como o remidamim ou grandes quantidades de camomila, podem aumentar o risco de aborto ou de parto prematuro.

- O álcool pode causar dano fetal, inclusive retardo mental e comportamento anormal. Apesar de um drinque ocasional não impor risco, nenhuma quantidade segura foi estabelecida.

- Evitar a ingestão de mais de 2 xícaras de café por dia.

Então essas são algumas informações nutricionais para uma alimentação saudável durante a gravidez. Além disso, na figura do post segue a dica de um livro que sugere receitas práticas e equilibradas para facilitar a elaboração do cardápio diário.

É isso aí, "Comer por dois!" É lenda... Acredite!

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Novas recomendações para ganho de peso durante a gestação.

Há quase duas décadas, desde 1990, o Institute of Medicine (IOM) não atualizava suas recomendações para o ganho de peso ideal durante a gestação. Este ano então, foi lançada a tão esperada publicação com as novas recomendações. Estas começam indicando um checkup que inclui a avaliação isolada e em conjunto do peso e da estatura (IMC), dieta equilibrada e exercícios físicos regulares antes e durante a gravidez . Baseado no IMC, as recomendações básicas da IOM para o ganho de peso durante a gestação de feto único são: Mulheres com baixo peso devem ganhar entre 12,7kg e 18,1kg; as mulheres com peso normal devem ganhar entre 11,3kg e 15,9kg; aqueles com sobrepeso devem ganhar entre 6,8kg e 11,3kg e as obesas devem ganhar entre 5kg e 9kg. Estas novas recomendações são semelhantes às recomendações de 1990, mas instituem uma nova categoria de peso (mulheres obesas) e levam em consideração a saúde materna também. Assim, recomenda-se que para entrar na gestação, a mulher esteja com um IMC entre 19,8 e 26 kg/m2, valores associados a menor risco de pré-eclâmpsia, diabetes gestacional e problemas no parto. O sobrepeso e a obesidade também aumentam o risco de defeitos estruturais no feto. Então, para que tudo corra bem e a gestação seja saudável para mãe e para o bebê, basta se planejar para este momento e contar sempre com o apoio de seus médicos, nutricionistas e familiares do início ao fim da sua gestação.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Pisco Sour te dá asas...


Antes de qualquer coisa, gostaria de me desculpar. Estive fora do ar por uma semana, pois estava desfrutando os encantos do Chile... Ai, ai!! É realmente lindo, principalmente Viña Del Mar (Reñaca e Cóncon)... Foi o luar mais lindo que já vi!!! Lá conheci e me apaixonei por uma bebidinha tipicamente chilena (ou peruana, não sei) conhecida por PISCO SOUR. É deliciosa e surpreendente!! Então vou falar um pouquinho sobre ela...

O Pisco é um delicioso destilado feito de uvas cuja origem e nacionalidade até hoje suscitam polêmica entre dois países: Peru e Chile. O primeiro afirma que a bebida nasceu num porto de mesmo nome, tradicional produtor de vinhos, que na língua dos nativos Incas significa "pássaro". O segundo baseia sua tese em sua respeitável produção da bebida. São 50 milhões de litros por ano (o Peru produz cerca de 1,5 milhão) e dois litros ingeridos por cada chileno anualmente. A diferença entre o pisco peruano e o chileno é que o primeiro tende a ser um pouco mais seco que o segundo. A aguardente é destilada do vinho feito de dois tipos de uva: Moscatel de Alejandría e Pedro Jimenez, cultivadas no norte do Chile (Vale do Elqui e Coquimbo) e no sul do Peru. O álcool obtido na destilação do vinho, com cerca de 70º, é suavizado com adição de água desmineralizada, assim o teor alcoólico diminui e a bebida fica pronta para o consumo. A lenda diz que o Pisco (aguardente peruana-chilena) leva esse nome também por provocar sensações de "vôo" naqueles que o bebem. As marcas mais populares são as chilenas Pisco Control e a Pisco Capel.
Muito apreciado como aperitivo, o Pisco é bastante versátil: pode ser usado numa grande variedade de drinques e até arriscado numa caipirinha (Pisquiña). Sua versão mais conhecida, entretanto, é o já mencionado Pisco Sour, cuja origem também é disputada a tapas por chilenos e peruanos, pode ser de limão ou manga e sua preparação conta com um ingrediente surpreendente, a clara de ovo. Para os que já torceram o nariz, a bebida não tem cheiro nem gosto de ovo. O Pisco Sour, por sua vez, é uma agradável surpresa para quem ainda não conhece.
Bom, depois de todo esse relato apaixonado sugiro que não deixem de voar! Aí vai a receita legítima...
Ingredientes:

2 claras de ovo.
3 limões.
10 g de açúcar.
10 cubos de gelo pequenos.
70 a 80 ml de Pisco
3 a 4 gotas de Angostura.
Modo de preparo:

Num liquidificador, misture as claras de ovo com o suco de limão. Adicione o açúcar, os cubos de gelo e o pisco. Misture novamente. Coloque a bebida num copo de coquetel com gotas de Angostura uma pitada de canela.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Adolescência em alerta nutricional.

Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (19) pelo Ministério da Saúde mostra que os brasileiros estão mais altos. Os dados indicam que o maior acesso à alimentação tem contribuído para o aumento da estatura, no entanto, o ministério alertou que esse aumento na estatura da população não significa, necessariamente, que as pessoas estejam se alimentando de forma correta e saudável, muito pelo contrário. Segundo o órgão, ao longo dos últimos anos, o perfil nutricional do país vem mudando da “desnutrição” para o “sobrepeso”. A incidência de ganho de peso inadequado, de acordo com os dados do estudo, é maior entre jovens do gênero masculino com idade entre 10 e 19 anos. Nos últimos 29 anos, o grupo apresentou um aumento de 82,2% no Índice de Massa Corporal (IMC). Entre as meninas nessa mesma faixa etária, o aumento do IMC também foi elevado e chegou a 70,3%. O ministério garante, entretanto, que elas apresentam índices próximos do padrão de referência.Este fato é preocupante, já que o excesso de gordura corporal, principalmente a abdominal, está diretamente relacionado com alterações do perfil lipídico, com o aumento da pressão arterial e a hiperinsulinemia, considerados fatores de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas, como o diabetes melito tipo 2 e as doenças cardiovasculares. O conjunto destas alterações tem sido descrito como "síndrome metabólica". Diante desse quadro, torna-se necessária a implementação de medidas de intervenção no combate a este distúrbio nutricional, principalmente em indivíduos mais jovens. Dentre os principais componentes para direcionar os adolescentes a praticar uma vida saudável , destacam-se a promoção do aumento da atividade física e o incentivo à hábitos alimentares saudáveis.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Tomate e sua gostosa história.


Ontem no jantar, meu marido preparou uma pasta com o melhor molho de tomate do mundo... Realmente sem igual!!!! Após vários elogios, ele comentou: Sabia que o molho de tomate não foi criado pelos italianos? Ta aí, ele me pegou de surpresa. Resolvi correr atrás do prejuízo e esclarecer esse assunto.


Pois é, assim como eu, acredito que não há quem não pense que o tomate é um alimento originalmente mediterrâneo. Talvez porque seja muito difícil imaginar a culinária italiana sem seu ingrediente principal. Mas não é bem assim, na verdade os tomates apareceram, pela primeira vez, no oeste da América do Sul. Uma área onde ficam hoje o Equador, o Peru e a Bolívia. E só com as grandes navegações e a descoberta do Novo Mundo, no início do século XVI, o tomate conseguiu migrar para a Europa. Foi Cristóvão Colombo o autor desta façanha. Ele levou as novas sementes para a Espanha como lembrança de sua segunda viagem às Américas. Mas, ao contrário do que acontece hoje, o tomate não conseguiu conquistar nenhuma popularidade na época. Desconfiados, os europeus o cultivavam apenas como planta ornamental, porque tinham medo de que o fruto fosse afrodisíaco ou venenoso. Quando o mito sobre ser um alimento venenoso caiu por terra, ainda não se sabia o que fazer com eles, uma vez que eram muito ácidos para comer como fruta. Foi aí que um chef da corte espanhola chamado Antonio Latine resolveu usar o fruto misturado a cebolas e óleo de oliva para criar um molho. Estava criado o primeiro molho de tomate - não é que ele tinha razão!!!! Somente quando o Reino de Nápoles se encontrava sob domínio espanhol, que houve o intercâmbio de culturas fazendo com que as comidas do Novo Mundo fossem introduzidas na Itália,que o tomate passou a ser o ingrediente de marca registrada da culinária italiana. Daí por diante, o sucesso do tomate só aumentou, passando a ser consumido de diversas maneiras e no mundo todo.

Os tomates além de diferirem em seu formato, também podem ter variações em sua coloração. Apesar de ser bem mais comum encontrá-lo na coloração vermelha, atualmente, novos tipos de tomate podem ser encontrados na cor rosada, amarelo, laranja e preto. O tomate preto foi desenvolvido através de cruzamentos e seleções genéticas naturais por cientistas italianos. A fruta se chama Sun Black. O novo tomate tem uma casca com tom de roxo quase preto e a polpa é vermelha e rica de antioxidantes. A sua cor se deve à presença de substâncias chamadas antocianos na casca: são pigmentos, presentes em outras frutas escuras como as uvas pretas e berinjela, que desenvolvem uma ação de contraste com os radicais livres.

É isso aí, vivendo e aprendendo!!!!

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Constipação nasal? Não, intestinal!!!!!

É sabido que a constipação intestinal, também conhecida como prisão de ventre, atinge a maioria das pessoas causando, principalmente, intenso desconforto. Os sintomas mais importantes são a dor provocada pelo esforço excessivo ao evacuar, às vezes, acompanhada de sangramento e sensação de evacuação "insatisfatória ou incompleta".

As principais causas do aparecimento e agravamento da constipação intestinal são a baixa ingestão de alimentos ricos em fibras (cereais integrais, frutas e hortaliças) e a baixa ingestão de líquidos (menos de 6 copos por dia). As fibras alimentares auxiliam o trânsito intestinal facilitando e favorecendo a excreção das fezes, pois exercem ação direta sobre o colón, induzindo a estimulação osmótica e mecânica e assim aceleram o trânsito intestinal. A ingestão hídrica adequada promove a hidratação das fezes evitando ressecamento e dificuldade ao excretar o resíduo alimentar. Estudos vêm mostrando que quanto maior a ingestão de fibras diariamente menor o risco de desenvolver patologias associadas a retenção fecal, como, fecaloma, diverticulose, hemorróidas, fissuras anais e câncer intestinal .

A idade avançada, gravidez, obesidade, falta de exercícios físicos e abuso de laxantes também podem contribuir para o desenvolvimento da prisão de ventre.

Portanto, ingerir bastante líquido (8 copos por dia), consumir diariamente alimentos ricos em fibras (8 porções) e fazer exercício regular é fundamental para prevenir e tratar a constipação intestinal. Fácil né? Então porque sofrer?

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Probióticos

Manter um equilíbrio da microbiota (flora) intestinal é fundamental para que as funções fisiológicas funcionem normalmente, além de prevenir e tratar doenças. O uso de probióticos vem de encontro com estas expectativas.
Os probióticos estão presentes naturalmente no organismo exercendo funções protetoras, nutricionais e imunomoduladoras. São responsáveis por proteger o homem contra espécies patogênicas, produzir e inativar substâncias cancerígenas. Também promovem benefícios nutricionais ao hospedeiro, como na síntese de vitaminas, na quebra de polissacarídeos para a produção de ácidos graxos de cadeia curta.

Os probióticos já são utilizados há muito tempo na alimentação. Em 1907, a Teoria de Metchnikoff (Teoria da Longevidade) mostrou a importância dos lactobacilos para a saúde do homem. Por isso, encontramos atualmente produtos contendo probióticos em todo o mercado mundial. A incorporação destes microorganismos ao produto não altera o sabor, nem a textura e podem ser utilizadas culturas únicas ou associadas. São encontrados em formulações vendidas comercialmente, como sucos de frutas, suplementos em pó e em preparações lácteas. A indústria de laticínios utiliza com muita freqüência os lactobacilos e as bifidobactérias nos seus produtos, entre eles iogurtes, leites fermentados e queijos.

Na prática clínica, os probióticos têm ação comprovada na prevenção de infecções intestinais, como nas infecções por vírus (rotavírus), infecções bacterianas agudas (diarréia) e infecções bacterianas crônicas (Helicobacter pylori); regulação da atividade imune pela intensificação das defesas mucosas e sistêmicas, e regulação de reações anormais aos alimentos (alergias); além da melhora dos sintomas de intolerância a lactose.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Vocês vão ter que me engolir!!!

O feijão é uma leguminosa pertencente ao gênero Phaseolus e está entre os alimentos mais antigos, remontando aos primeiros registros da história da humanidade. Eram cultivados no antigo Egito e na Grécia, onde eram cultuados como símbolo da vida. Este grão tem grande valor nutricional por conter proteínas, minerais e vitaminas. No entanto, encontramos em sua composição carboidratos que não são digeridos no trato gastrintestinal humano, porque não produzimos enzimas para estes compostos. Esses carboidratos acabam sendo fermentados por bactérias presentes no intestino, gerando gases que podem gerar desconforto abdominal.
Também encontramos na composição do feijão o fitato ou ácido fítico, que é um constituinte de ocorrência natural em cereais e grãos. Esse composto orgânico é considerado um fator antinutricional devido à sua propriedade de associar-se a alguns minerais, como cálcio, zinco, fósforo, ferro, cobre, e também a algumas proteínas, formando complexos insolúveis não absorvíveis diminuindo assim sua bioutilização pelo organismo.
Uma das maneiras mais simples de diminuir a quantidade de fitatos dos grãos é deixá-los de molho durante cerca de 12 horas e utilizar nova água para cozinhá-lo. Durante a fermentação, há ativação da enzima fitase, que pode reduzir em até 85% o teor de fitato. Outra maneira é deixar a água em que se encontra o feijão levantar fervura, descarta-la e cozinhar em nova água.
O papel dos fatores antinutricionais tem sido rediscutido, em função de descobertas recentes que evidenciam o potencial de algumas dessas substâncias em exercer funções benéficas ao organismo humano. A habilidade do fitato em atuar como anticarcinogênico, antioxidante e prestar contribuição nutricional no tratamento de diabetes, através da ação inibidora de alfa-amilases, são exemplos da diversidade de atuação dessa substância.
Em síntese, benéfico ou maléfico, a ingestão de ácido fítico presente em alguns alimentos deve respeitar um equilíbrio. Se por um lado o ácido fítico previne a formação de câncer de intestino e problemas cardiovasculares, por outro diminui a absorção de minerais essenciais pelo organismo. O importante é destacar que há uma dualidade de ações positivas e negativas deste ácido orgânico sobre o metabolismo humano. O que se pode fazer afinal? A resposta parece vir em um tom de ameaça, como uma expressão bastante conhecida de Zagallo, ex-técnico da Seleção Brasileira de Futebol: “Vocês vão ter que me engolir!”

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Adoçantes e suas limitações.

Aquele gosto amargo que fica na língua em geral entrega que um adoçante foi usado de jeito inadequado. O principal erro tem a ver com a quantidade, afinal tem pessoas que esguicham o adoçante no suco, no café...

Adoçantes são combinações de edulcorantes (substâncias que possuem capacidade adoçante superior a da sacarose (açúcar comum)) formulados para serem adicionados a alguns alimentos e medicamentos. Até a década de 1970, os alimentos com adoçantes eram consumidos somente por pessoas com necessidades nutricionais especiais, como os diabéticos. Mas, esse quadro mudou a partir da década de 1990 com a popularização dos produtos diet e light.

Pesquisas recentes mostram que o brasileiro é quem mais consome adoçante no mundo, mas desconhece totalmente a quantidade adequada para esse consumo. Endocrinologistas recomendam no máximo 4 gotas de adoçante por xícara de café, mas, à medida que se acostuma com o gosto, o brasileiro vai aumentando essa quantidade, o que acaba sendo perigoso.
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou o consumo brasileiro de três novas substâncias – a taumatina, o eritrol e o neotame, adoçantes já aprovados por outros organismos de saúde.
Existem adoçantes naturais e artificiais, são eles:


Naturais:
Stevia: extraído da planta Stevia rebaudiana, natural do Paraguai, Brasil e Argentina. Calórico, pode ser usado como adoçante de mesa, em balas, bombons, sorvetes, iogurtes, gelatinas, bebidas, etc. Não existem restrições do uso por gestantes. Entretanto, possui um gosto amargo residual. Ingestão diária aceitável: 5,5mg/dia.
Sorbitol e Monitol: pertence à categoria dos polialcóois (uma forma alcoólica da sacarose), comuns em várias frutas. Utilizados pela indústria alimentícia na produção de alimentos diet como chocolates, geléias, panetones, balas e chicletes. Estes dois adoçantes, quando ingeridos em excesso por pessoas sensíveis a eles, podem causar diarréia.
Sucralose: é uma das novidades do mercado. A sucralose é uma molécula de sacarose (açúcar comum) que sofreu um processo de inversão, tornando-a não reconhecida pelo organismo. Desta maneira é uma substância não metabolizada e eliminada intacta nas fezes. É estável sob altas temperaturas podendo ser empregada como adoçante de mesa e em preparações diversas. Não apresenta sabor residual. Ingestão diária aceitável: 15mg/Kg.
Frutose: é o açúcar presente naturalmente nas frutas, com poder adoçante superior ao açúcar comum. Permite ser utilizado em qualquer preparação. Estudos têm associado o consumo excessivo de frutose ao aumento de triglicerídeos (gorduras) na corrente sanguínea. Contudo, o metabolismo da frutose no organismo humano não é totalmente conhecido.


Artificiais:
Sacarina:
é o adoçante mais antigo, descoberto em 1879 e usado desde 1901, e derivado da naftalina. Quando em altas concentrações revela um sabor amargo residual. A ingestão diária não deve ultrapassar a 5mg/Kg/dia em adultos. Não se descarta possíveis efeitos carcinogênicos. Ciclamato: sabor agridoce e extraído de um derivado de petróleo. Pode ser utilizado em preparações submetidas ao processo de cocção. É proibido nos EUA desde 1970, pois foi associado ao risco de câncer. Seu uso é restrito em gestantes. Ingestão diária de 11mg/kg.
Em geral, os adoçantes disponíveis no mercado são uma mistura de sacarina e ciclamato, de maneira a reduzir o sabor amargo residual.
Aspartame: adoçante dietético derivado de aminoácidos (fenilalanina e aspartato) e por metanol. Não possui sabor amargo residual, no entanto não deve ser submetido à cocção. Fornece cerca de 4 kcal/g, sendo usado como adoçante de mesa, bebidas, balas, sobremesas e refrigerantes . Ingestão diária aceitável: 40mg/kg.
Acessulfame K: apresenta uma estrutura semelhante à sacarina, foi descoberto em 1967. Presente em refrigerantes, chás, gelatinas, pudins, sorvetes, produtos lácteos, chicletes, xaropes e até pastilhas para garganta. Ingestão diária aceitável: 15mg/Kg.

Algumas dicas para consumir adoçantes: - Evite ingerir um excesso de produtos dietéticos (gelatinas, pudins, refrigerantes); - Evite usar aspartame em alimentos quentes, pois, além de haver uma perda da doçura, é possível que ele seja decomposto em outras substâncias; - Lembre-se de que todo excesso traz prejuízos à saúde. Assim, adoçantes dietéticos não fogem à regra e, portanto, devem ser consumidos com moderação.


quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Mousse de limão


Hoje é uma rapidinha... Mas deliciosa!!!!!!!!!!!!!!!!

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1/2 lata de suco de limão

Modo de fazer: agregar todos os ingredientes e bater até que vire um creme. Transferir para um recipiente (que será servido), colocar raspa de limão por cima e levar a geladeira por 3 horas.

Está pronto! Rende 5 porções.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

De olho no rótulo dos alimentos!

Já parou para pensar porque é que quando efetuamos um contrato, perdemos alguns minutos lendo seu conteúdo, antes de assinar? Ao agir assim estamos garantindo nossos interesses e vontades. Então porque é que não perdemos 5 minutos lendo os rótulos dos produtos alimentares que compramos? Sabia que através desta leitura conseguimos fazer escolhas mais saudáveis e conscientes?
É pela rotulagem que as empresas produtoras de alimentos se comunicam com os consumidores. As empresas colocam na embalagem do produto informações sobre o mesmo e os consumidores consultam a embalagem para saber o que estão comprando. A Portaria número 42, de 13 de janeiro de 1998, do Ministério da Saúde, trata da rotulagem de alimentos. O objetivo é proteger os consumidores de declarações abusivas ou infundadas que possam induzi-lo ao erro. Com os rótulos, é possível comparar os produtos na hora da compra, seja quanto à qualidade, preço, ingredientes etc. Algumas das informações que devem estar obrigatoriamente no rótulo são: Lista de ingredientes, a não ser que seja um produto único, como leite. Conteúdo líquido em peso ou volume. Identificação de origem, com endereço do fabricante ou importador. Identificação do lote. Prazo de validade. Preparo e instruções de uso (quando for o caso) e conservação. Lista de ingredientes. As informações nutricionais (quantidade de calorias e nutrientes) só são obrigatórias se a embalagem fizer alguma menção às propriedades nutricionais, como, por exemplo, “ rico em fibras” ou “ diet” etc. Com a leitura do rótulo, é possível conhecer melhor o produto. Seguir as instruções de preparo e armazenamento ajudam no rendimento e na conservação do valor nutriticional dos alimentos. Portanto, olho vivo!!!!!

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Guia Gastronômico de Buenos Aires


Se você é daquele tipo de pessoa, SÚPER organizada, que não viaja sem um belo roteiro da cidade de destino... Rolou uma identificação? Então vai uma dica imperdível para suas visitas gastronômicas - é claro!!! - aqui na grande Buenos Aires. A boa é o site Guia Óleo, que é o melhor e mais completo Guia gastronômico de Buenos Aires, onde você pode encontrar indicações de vários restaurantes, pubs, bistros... Todos classificados pelo tipo de culinária, preços e tudo mais que você precisa saber para conferir. Ainda no site, também encontramos um excelente Guia de Vinhos Argentinos altamente recomendáveis, muito show! Para quem preferir tem a versão impressa, formato pocket, custa 30 pesos e pode ser comprada em qualquer banca de revista (Kiosko) ou na loja virtual do próprio site. Ufa! Agora sim!!!! Pode vir tranquila... Sua aventura gastronômica está garantida.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Ceviche para o mundo!


Declarado como Patrimônio Cultural da Nação, pelo Instituto Nacional de Cultura do Peru, este tradicional prato chamado ceviche, vem conquistando o paladar mundial. É um prato baseado em peixe de carne branco e firme marinado em MUITO suco de limão, também pode ser feito com camarão, lagosta e polvo. A história de sua origem é antiga e começou com a presença hispânica em tempos de colonização, que registrou forte influência na gastronomia peruana com ingredientes e especiarias provenientes da região mediterrânea, que foram aos poucos sendo incorporados à tradição peruana. Para completar, por volta de 1970, foi a vez dos japoneses que se instalaram em solo peruano trazendo novas técnicas, valorizando o consumo dos pescados, o que acabou originando a cozinha nikkei, que combina pratos japoneses com ingredientes peruanos. Sobre a origem do nome ceviche, existem variadas versões. A mais original é baseada em um episódio vivenciado por um estrangeiro, que ao sentir-se sufocado pela sensação de ardência causada pelo aji (pimenta local), gritou “son of a bitch”. Os locais teriam adotado essa frase para dar nome ao prato e o mal uso da língua teria transformado a sonoridade resultando em ceviche ou cebiche. Outra versão, mais “clássica”, seria do latim “cebo” que significava “comida abundante”. Para os curiosos e apaixonados pela arte de cozinhar fica uma receita do tradicional ceviche. Há quem diga que o sabor é SURPREENDENTE!!!!
Ceviche Clássico – 180g de robalo em cubos, 75ml de leite de tigre de tigre clássico*, 2 pimentas dedo de moça , picada e sem sementes, 1/2 talo de salsão picado, 1 colher de suco de gengibre, 1 cebola roxa cortada, 1/2 dente de alho. Modo de Preparo: Em um recipeiente, coloque o peixe, o sal, a pimenta o salsão, gengibre e o alho. Mexa tudo para o temperar o peixe. Depois acrescente o leite de tigre, a cebola e sirva em um prato fundo com o leite de tigre e uma rodela de dedo-de- moça.
*Leite de tigre: 1 litro de limão, 1 litro caldo de peixe, 1 1/2 cebola branca, 1 cabeça de alho, 4 talos de salsão, 1/2 maço de coentro, 6 pimentas dedo de moça, 3 colheres de sal, 1 1/2 colheres de açúcar, 1/2 colher de ajinomoto, 400 g de corvina limpa. Modo de Preparo: Bata os ingredientes, com excessão da corvina, pimenta e coentro. Depois de aproximadamente dois minutos batendo, desligue e acrescente o coentro e a pimenta. Pulse por três vezes e coe. Depois, bata o líquido obtido com a corvina para encorpar e sirva gelado.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Água de coco, a bebida os Deuses.

Ontem estava sentada na minha varanda apreciando o sol se por sob o Rio La Plata e isso me fez lembrar dos meus dias de Rio de Janeiro, praia e muita água de coco... Ai, ai! Então resolvi dedicar minha nota de hoje a essa bebida sensacional que além de deliciosa trás muitos benefícios a saúde. O valor nutricional do coco e seu sabor podem variar de acordo com o estágio de maturação do fruto, apresentando de maneira geral quantidades significativas de sais minerais (potássio, sódio, magnésio, fósforo e cloro), por ser rica em minerais, esta é considerada um isotônico natural. Além de minerais, o coco também possui carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas A, B1, B2, B5 e C. À medida que a polpa amadurece, o teor de gordura da sua composição aumenta e consequentemente torna-o mais calórico. Uma unidade média de coco verde contém cerca de 300 ml de água que equivale em média a 54 calorias, já a polpa do coco verde 590 calorias a cada 100 gramas. É um produto com grande potencial mercadológico e por isso formas de apresentação deste produto estão sendo avaliadas, como água de coco gaseificada e em pó, resta saber se a magia do seu paladar será conservado. Quanto aos seus benefícios, além do que já vimos um estudo publicado no West Indian Medical Journal (2005) sugere que a água de coco pode auxiliar (de forma monitorada) no controle da hipertensão, possivelmente por sua ação diurética. Ainda neste sentido, uma ingestão adequada de potássio, presente em boa quantidade na bebida, pode exercer efeito protetor contra a formação de cálculos renais. Agora muita atenção, pacientes com doenças renais devem ter um controle no seu consumo, uma vez que os mesmos podem apresentar deficiências na eliminação de potássio pela urina. Bom, eu fico por aqui... Só na saudade!!

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Remédio para ressaca é não beber.

Os sintomas são inconfundíveis: dor na cabeça, boca amarga, fotofobia, indisposição... Resumindo, um mal-estar generalizado. A substância responsável pela ressaca é o acetaldeído, um conservante adicionado a algumas bebidas. Se sua ingestão for pequena, o fígado metaboliza sem problemas, no entanto, em altas doses, ele acaba acumulando no organismo. Essa substância atua diretamente no sistema nervoso central e supõe-se que promove uma vasodilatação, causando pressão baixa, taquicardia, tontura, vermelhidão, dor de cabeça, aumento da temperatura do corpo e alterações no sistema digestivo (náuseas e vômitos). Além disso, o acetaldeído inibe o hormônio antidiurético, fazendo com que o volume urinário aumente bastante e, por isso, pode causar uma desidratação. Daí vem a sensação de boca seca e a necessidade de beber água.
Existem várias teorias alimentares para evitar a ressaca, como: comer uma colher de azeite antes de beber, comer torrada queimada, tomar uma cervejinha... Mas o que será que realmente ajuda?
Acho que nada melhora aquela sensação de que se vai morrer a qualquer instante... Brincadeira!!! A minha sugestão é beber bastante água ou bebidas isotônicas para hidratar e para desintoxicar o organismo. Mas, o grande lance, é beber com moderação!!!!!!.


segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Segundo Encontro Orgânico

Neste domingo (01/11/2009) acontecerá no Palacio Duhau - Park Hyatt Buenos Aires (Posadas 1350, Recoleta) o Segundo Encontro Orgânico. Este evento tem por objetivo reunir os produtores de alimentos orgânicos e seus consumidores. Será oferecida uma programação especial com degustações, conferências e mesas de debate sobre diversos temas sobre o assunto. Para as crianças serão realizadas brincadeiras interativas com sementes, desenhos e o que a criatividade permitir. Para desfrutar de tudo um pouco é bom chegar cedo, pois as atividades terão início às 10h e tudo com número limitado de ouvintes. Então, compareçam!!! Será um domingo para degustar e brindar os sabores da nossa terra. Até lá!

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Guerra dos Helados

Pesquisas descobriram que o sorvete “ilumina” as zonas de prazer do cérebro. De acordo com testes clínicos, uma simples colher de sorvete traz um sorriso às áreas alegres do cérebro.
Pois é, apesar do clima frio, os maiores consumidores de sorvete são Nova Zelândia, Argentina e Chile. Vivendo aqui em Buenos Aires tenho o privilégio de saborear um dos helados mais saborosos do mundo e comprovar que realmente eles comem muito sorvete, independente do clima que faça. Os famosos sorvetes artesanais são vendidos em tradicionais sorveterias daqui como Freddo e Persicco. Freddo é a mais antiga, espalhada por toda a cidade e talvez a mais conhecida. Tem como carro chefe o sabor de doce de leite (com amêndoa, granizada, tentação...), é realmente SENSACIONAL!!! Já a Persicco, dizem que foi aberta pela mesma família criadora da heladeria Freddo, tem poucos pontos pela cidade, mais as lojas são mais arrumadas e aconchegantes. Um dos sabores mais pedidos é Crema Mascarpone com frutas rojas, recomendo!!!. Ambas apresentam opções para celíacos, Kosher, sabores light, muita criatividade na criação dos seus sabores e o preço semelhante ($10,00 - 20,00). Resumo dá quase um empate técnico. Na dúvida, vá aos dois!
Dica importante! Nunca pessa duas pelotas, é uma gafe terrível!!! Pessa pelo preço e depois escolha os dois SABORES. Ui!!!!


quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Circunferência abdominal, o que ela pode predizer?

A fita métrica virou uma ferramenta indispensável no exame clínico da obesidade. Ela é usada para aferição da circunferência abdominal, medida que reflete o depósito de gordura visceral (gordura que envolve os órgãos da cavidade abdominal). O acúmulo de gordura nessa região está fortemente associado ao aparecimento de doenças como diabetes, doenças cardiovasculares e hipertensão arterial, independentemente de outros indicadores clínicos.
A circunferência abdominal é medida sobre a cicatriz umbilical com o auxílio de uma fita métrica inelástica. Segundo a Federação Internacional de Diabetes, é classificada em: Risco aumentado de complicações metabólicas (≥90cm para homens e ≥ 80cm para mulheres) . Estudos tem mostrado que valores de circunferência abdominal acima da faixa de normalidade pode aumentar em até duas vezes o risco de morte prematura e que para cada 5 cm acima da normalidade, o risco de morte prematura aumenta em 17% nos homens e 13% nas mulheres. Estas conclusões determinam a relação entre o excesso de gordura abdominal e condições de saúde inadequada, mesmo em pessoas com um Índice de Massa Corporal considerado aceitável.
Por isso, evite o ganho de peso com uma alimentação saudável e praticando exercício regularmente.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Frutas oleaginosas. Eu te conheço?

As frutas oleaginosas nem sempre foram consideradas boas amigas da alimentação saudável por apresentarem uma composição rica em gordura (80%). No entanto, após anos de pesquisas, essa teoria caiu por terra, e passaram a ser consideradas uma excelente fonte de nutrientes.
As frutas oleaginosas, representadas pelas nozes, amêndoas, castanhas, avelãs, entre outras, contém alto teor de gordura do tipo mono e polinsaturada. Esse tipo de gordura afeta positivamente o perfil lipídico, já que promove a redução da concentração sanguínea da lipoproteína (LDL), o colesterol ruim. Além disso, apresentam uma quantidade extraordinária de vitaminas e minerais. Estas incluem vitaminas do Complexo B, vitamina E, ferro, zinco, magnésio, fósforo, selênio e cobre. Por estes motivos, as oleaginosas estão na categoria de alimentos funcionais.
O alto teor calórico das oleaginosas deve ser considerado, e por isso devem ser consumidas com moderação para que os nutrientes sejam fornecidos sem caracterizar um excesso calórico, especialmente aos que controlam o peso corporal e percentual de gordura.
A American Dietetic Association recomenda um consumo diário de 30 a 60 gramas (mix com 3 amêndoas, 3 amendoins, 1 castanha do Pará e 3 nozes) para a redução dos riscos das doenças do coração e melhora do perfil lipídico. Atenção! Tem que comer diariamente e não só no natal...

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Alimentação no combate à cólica menstrual


A maioria das mulheres sofre mensalmente com cólicas menstruais, que causam um enorme desconforto. Esse sintoma é desencadeado pelo hormônio feminino estrógeno, que durante o ciclo menstrual tem seus níveis elevados. Esse aumento faz com que a camada interna do útero se torne mais espessa, sendo necessárias acentuadas contrações musculares para eliminação do sangue menstrual, resultando em sintomas dolorosos, denominados cólicas menstruais ou dismenorréia.
A boa notícia é que tudo isso pode ser amenizado através da alimentação... Então vamos lá!!!
Neste período é importante ingerir alimentos ricos em ácidos graxos (ômegas 3, 6 e 9), os quais possuem ação antiinflamatória. São encontrados na semente de linhaça, semente de abóbora, nozes, amêndoas, abacate, peixes de água fria (salmão, atum, sardinha, cavala), ovos e azeite extra-virgem. Outro ponto importante é aumentar o consumo de frutas e verduras (em média, 8 porções), pois melhoram o trânsito intestinal e favorecem a eliminação do estrógeno em excesso no organismo. Para reduzir a retenção hídrica, que também está presente neste período e gera um tremendo mal estar, consumir alimentos ricos em potássio, magnésio e vitamina B6. Melão, melancia, pêra, kiwi, morango, uva, abacaxi, limão, aipo, folhas (alface, agrião, salsa, couve), aspargo, tomate, beterraba, cenoura, pepino e aveia são os campeões. Alimentos ricos em cálcio, como vegetais verdes escuros, leites e derivados, agem diretamente sobre a musculatura lisa do útero reduzindo as contrações musculares dolorosas responsáveis pela cólica.
Conclusão, uma dieta balanceada provida de nutrientes específicos, pode ajudar a amenizar os desagradáveis sintomas da cólica, no entanto, é importante lembrar que, existem diversos motivos relacionados ao seu aparecimento e, portanto, devem sempre ser investigados junto ao seu médico ginecologista.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Vantagens do azeite extra-virgem

Quem nunca se deparou com o seguinte dilema: "Compro o azeite normal ou o extra-virgem?" E, infelizmente, quase sempre faz a escolha errada porque acaba escolhendo aquele mais baratinho.
Saiba que para produzir 250 mililitros de azeite extra-virgem são necessárias duas mil azeitonas que é extraído por um processo especial baseado em variações de pressão e temperatura. Todos os óleos vegetais prensados a frio são muito mais saudáveis, ao contrario dos extraídos às custas da aplicação de alta temperatura, alta pressão e solventes químicos.
Ao comprar um azeite, é aconselhável que se verifique sua acidez (que deve ser menor que 1%), data de validade e a embalagem deve ser de vidro escuro.
Normalmente o azeite deve ser consumido em 12 meses e deve ser utilizado somente para temperar os alimentos e nunca para refogar ou fritar, para isso use óleo de soja, algodão ou canola.
O consumo regular de azeite de oliva extra-virgem favorece a redução do LDL ("colesterol ruim") do organismo evitando a formação de placas de ateroma nas paredes dos vasos sanguíneos, isso devido ao seu grande conteúdo de àcido graxo monoinsaturado. Além disso, também previne oxidações biológicas por ser rico em polifenóis, que reduzem a formação de radicais livres responsáveis pelo envelhecimento celular.
Estudos mostram que os povos das regiões do mediterrâneo, que são grandes consumidores de azeite extra virgem entre outros alimentos funcionais, têm baixa prevalência de infarto e câncer.
Então, essas são as vantagens de pagar um pouco mais caro pelo azeite extra-virgem. Agora não pense duas vezes, seu coração vai dar pulos de felicidade.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Linhaça e seus super poderes

Estudos recentes mostram que a linhaça, além de outras funções, parece ser capaz de reduzir o crescimento do câncer de mama em função do seu grande conteúdo de lignanas, um fitoestrógeno. Esse composto comprovadamente atua provocando o "suicídio" das células defeituosas. Além disso, outros ingredientes importantes também compõem essa semente, como o ômega-3 e o ômega- 6, que garantem a saúde cardiovascular e a vitamina E, um potente antioxidante que atua no retardo do envelhecimento celular. Mas, existem macetes na hora do consumo para que se tire o melhor proveito desse alimento. A sugestão é deixar a linhaça no forno baixo por 15 minutos e depois triturá-la para facilitar a incorporação dos seus componentes durante a digestão. Importante: só fragmentar a semente no exato momento do consumo e nunca compre a semente já processada. Especialistas recomendam para consumo diário 25g (1 colher de sopa cheia) para que se usufrua dos seus benefícios. Bom proveito!

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Microondas na lente da verdade

Quem nunca recebeu um e-mail alertando sobre os supostos perigos do microondas? Bom, na verdade a ação das microondas sobre os nutrientes ainda é pouco conhecida e nunca, nenhum estudo apontou que a vibração nas moléculas dos alimentos pela ação das microondas traga danos à saúde. Então a dúvida continua...Usar ou não usar?
O que os estudiosos no assunto garantem é que, realmente há uma pequena perda de nutrientes, sobretudo dos sensíveis a altas temeparturas (algumas vitaminas), mas, ainda assim, recomendam o uso do micro para cocção de legumes em geral. O motivo é que as vitaminas são mais preservadas, já que a quantidade de água usada nesse tipo de cozimento é mínima. No entanto, perde-se cerca de 23% do betacaroteno (precursor da Vit.A), capaz de prevenir o envelhecimento das células por ter potente ação antioxidante. Então, no microondas e no vapor o comportamento dos nutrientes se mostra similar e mais adequando, quando comparado com o cozimento submerso em água fervente. Apesar de tudo isso, a melhor opção mesmo é comer legumes e verdura in natura (crú), a garantia é bem maior.

Cálcio no combate à hipertensão

Hoje o papo é sério! Como já sabemos, o cálcio atua como componente estrutural de todo tecido ósseo, no entanto, recentemente foi descorberta a sua participação no controle da hipertensão. O mecanismo ainda não está totalmente elucidado, mas acredita-se que tenha relação com o favorecimento na excreção de sódio, já que quanto menores os níveis de sódio circulando pelo organismo, menor a chance de termos alterações na pressão arterial. Sabendo desses benefícios, nós nutricionistas sugerimos a inclusão de produtos lácteos no cotidiano, pelo menos 3 porções de leite e laticínios desnatados diariamente. Cuide-se!!!!!

sábado, 10 de outubro de 2009

Bolo de caneca.


Nada mais gostoso para acompanhar essas tardes frias aqui de Buenos Aires como um bolinho de chocolate feito na hora!!! E se ele ficar pronto em 3 minutos no microondas? Melhor ainda...
Nesta receita, você faz porções individuais de um bolo de chocolate que fica tudo de bom! É um bolo surpreendente... E até para aquelas que normalmente solam seus bolos, aí vai a chance de tirar uma onda... Boa Sorte!!!

Ingredientes:
01 ovo;
04 colheres de sopa de leite (desnatado ou integral, tanto faz);
03 colheres de sopa de óleo;
02 colheres de sopa rasa de chocolate em pó (ou nescau);
04 colheres de sopa rasa de açúcar;
04 colheres de sopa rasa de farinha de trigo;
01 colher de chá de fermento em pó.
Modo de preparo:
1) Colocar o ovo na caneca e bater bastante com o garfo;
2) Acrescentar o óleo, açúcar, leite e chocolate em pó e bater mais;
3) Acrescente a farinha e o fermento e bata delicadamente até incorporar;
4) Leve ao microondas por mais ou menos 03 minutos na potência máxima.
Dicas:
- A caneca deve ter capacidade de 300ml.
- A medida de colher é sempre rasa.
- Vc pode servir este bolo c/ coberturas, caldas, castanhas e sorvete.
- E pode comer quente.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Vinho na temperatura certa.

Feriadão chegando, amigos ligando para combinar encontros e bate papos que normalmente vem acompanhado de um delicioso vinho nacional, modestamente no meu caso argentino. E surge sempre aquela dúvida, sirvo gelado ou à temperatura ambiente (daqui é claro!)... E então qual seria a temperatura adequada?
Segundo o artigo publicado na revista “Vinho Magazine”, o vinho é composto por inúmeras substâncias voláteis e não voláteis que são responsáveis pela percepção do seu aroma e do seu sabor. No entanto, para uma percepção completa é necessário que a temperatura do mesmo esteja adequada. Sabe por quê? A explicação é que a temperatura, que é uma medida do grau de movimento destas substâncias voláteis e não voláteis, interfere diretamente na intensidade e no perfil dos estímulos sensoriais que são enviados para o cérebro.
Sob temperaturas muito baixas, as moléculas voláteis, que estão solubilizadas em meio hidroalcoólico ácido, têm menor velocidade e colidem entre si com menor freqüência, assim, elas saltam menos para a fase gasosa, localizada sobre a superfície do líquido afetando a complexidade das sensações emitidas por esta bebida.
Depois de ler, ler... Cheguei a conclusão de que não há um consenso absoluto sobre as melhores temperaturas de servir os vinhos. No entanto, baseando-se nos princípios científicos e nos valores médios sugeridos por enólogos renomados, sugere-se, para otimizar a percepção da qualidade, servir os vinhos nas seguintes temperaturas:
20°C Tintos bastante estruturados, longamente envelhecidos e complexos
18°C Tintos estruturados e envelhecidos, Porto Vintage e LBV
17 °C Tintos de média estrutura e de elevada qualidade
15°C Tintos jovens e com pouco tanino, frutados e leves
11°C Brancos Secos de elevada qualidade e complexidade, Vinhos Rosados
10°C Champagnes envelhecidos e de elevada qualidade, Málaga, Porto Branco, Sherry
09°C Espumantes Extra-Brut, Brut mais evoluídos e complexos, Vinhos Brancos Secos
08°C Espumantes Brut e Prosseco, Vinhos Brancos aromáticos Secos
07°C Vinhos Brancos Doces
Se quiser gelar uma garrafa rapidamente, a melhor saída é colocar o vinho em um balde com água, gelo, álcool (para a troca rápida de calor) e sal grosso (para conservação da temperatura). Cinco minutos assim serão suficientes para resfriar um tinto e dez minutos devem levar um branco à temperatura ideal.
Querendo se aprofundar no assunto acesse o site http://www.essenciadovinho.com/
Pronto! Agora é só desfrutar desse produto tão rico e sedutor.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Chá? Porque não!

O chá é provavelmente uma das fontes de nutrientes mais surpreendente e resulta da infusão de folhas, flores e raízes de chá. Todos as suas variedades possuem basicamente as mesmas substâncias bioativas, porém em concentrações que variam de acordo com o processamento utilizado, oxidação ou fermentação. Alguns estudos já demonstraram que o chá apresenta, entre outras, propriedades antioxidante, neuroestimulante e músculo-relaxantes, sua ação vai depender do tipo escolhido para saborear. Existem casas especializadas neste tipo de iguaria e normalmente são estilizadas e com um clima super zen, ótimo para passar um fim de tarde e colocar os pensamentos em dia.
Aqui em Buenos Aires conheci um lugarzinho delicioso chamado Tea Connection http://www.teaconnection.com.ar/ com variedades de chás e infusões perfeitas. O lugar também oferece saladas, sanduíches, lanches... Tudo muito leve e harmonioso dentro de um ambiente agradabilíssimo. Que tal aderir a este hábito? Você só tem a guanhar.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Alimente seu bom humor.

Você sabia que alguns alimentos têm o poder de estimular substâncias em nosso organismo responsáveis por regular nosso humor? Baseado nesse conhecimento foi criado o ditado: Cara feia para mim é fome.
Alimentação e humor estão intimamente ligados. Assim como alguns alimentos ajudam a equilibrar o organismo, deixando você mais feliz, a falta de certos nutrientes pode levar a uma sensação de desanimo, tristeza e depressão.
Alguns ingredientes são capazes de modular a fabricação de neurotransmissores, grupo de substâncias químicas responsáveis pela comunicação das células com o nosso cérebro, interferindo no seu estado de espírito.
Alimentos como o grão-de-bico, ervilhas, feijões, carnes, peixes, ovos e leite garantem boas dosagens de serotonina resultando em uma tendência bioquímica a se sentir feliz. Isso porque a sinalização serotonérgica tem tudo a ver com a regulação do humor. Portanto, se esses alimentos não fazem parte do seu hábito alimentar, provavelmente a vida para você não tem a menor graça.

domingo, 4 de outubro de 2009

Tem excesso de peso aí???

Algumas pessoas estão sempre querendo perder peso. Mas como saber se seu peso está adequado para sua estatura? Uma maneira simples de verificar é usando o Índice de Massa Corporal (IMC) obtido através de um cálculo matemático simples: seu peso corporal dividido pela sua estatura ao quadrado. Por exemplo, para uma mulher cuja estatura é 1,60m e o peso 65kg, o resultado é: 65 dividido por (1,60x1,60) que é igual a 25,4Kg/m2. Um IMC menor que 19 pode indicar baixo peso para sua estatura, de 19-25 indica uma distribuição corporal adequada, entre 25-30 podemos considerar excesso de peso e mais de 31 obesidade. Fácil! Faça o teste.
Então, para manter o corpinho em forma sem muito sacrifício basta uma alimentação equilibrada, exercícios regulares e muito bom humor.

sábado, 3 de outubro de 2009

Grãos integrais fazem bem a saúde.

Os grãos integrais estão na moda! Pois é, hoje em dia, não só os naturebas valorizam este alimento, mas todos que estão antenados em qualidade de vida . Estudos vem mostrando que o consumo de pelo menos 3 porções (30-40g) de grãos integrais por dia pode favorecer não só a regularização da função intestinal como também a redução do risco de desenvolver doenças como: diabetes melitus, câncer, doenças coronarianas e ainda auxilia na perda de peso e retarda o processo de envelhecimento. Entendeu o porque que está na moda?
O grão integral contém partes essenciais e nutrientes naturalmente presentes na semente e quando processados, parte de suas vitaminas, minerais e fibras são perdidos. O café da manhã é uma ótima oportunidade de consumir estes grãos em pães e cereais matinais.
Então, a dica é usar a imaginação usando e abusando dos integrais que podem ser ingeridos puro, com sucos, saladas de frutas, iogurte desnatado... E aí, prontos para experimentar?

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Alfajor também é história!!!!


Quem poderia imaginar que uma mistura de farinha, açúcar e doce de leite iria resultar nessa delícia, o tão desejado "ALFAJOR" !!!!!!. Segundo a história, sua origem se deu nos países árabes e alcançou a popularidade na Espanha a pelos menos 5 séculos. Na Argentina essa tradição já existe a 130 anos e foi recriado por um químico francês, que idealizou a fórmula com biscoitos redondos recheados e banhados com chocolate. Com o passar dos anos a tradicional receita foi perdendo espaço para novas e exóticas combinações para esse delicado doce que faz grande sucesso acompanhando cafezinhos, chás e até mesmo como presentes. A notícia ruim é que tem em média 300kcal, o equivalente a um belo café da manhã com frutas, iogurte desnatado e cereais. Por isso, coma com moderação!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Vai uma saladinha aí??


Para quem valoriza um belo prato de salada, mas lá no fundinho bate aquela preocupação quanto a possibilidade de estar ingerindo agrotóxicos nocivos a saúde, vai a dica do site (http://www.quintafresca.com.ar/) que oferece frutas e verduras selecionadas diretamente da horta para sua casa. O site é bem ilustrado e sugere receitas fáceis e deliciosas... Além disso, são pontuais com a entrega e o preço é justo. Disfrute de uma alimentação SAUDÁVEL, sua saúde agradece!!!

Veja também!

Related Posts with Thumbnails